Dia das Crianças – Por uma infância sustentável e menos consumista

Confira uma seleção de conteúdos e ferramentas, com cartilhas, cartões de oração, brincadeiras, atividades e músicas

O Dia das Crianças (12 de outubro) tem se tornado uma data com um forte apelo ao consumismo. Aliado a isso, o estilo de vida urbano moderno tem criado um abismo cada vez maior entre as crianças e a natureza. O contato com a terra, a água, os animais, o verde, tem sido trocado por muitos pelo contato com as telas (celular, tablete, notebook etc.). Na contramão disso, há diversas iniciativas de entidades e ONGs que buscam fomentar uma infância digna, segura, livre de consumismo e que resgate essa relação com a natureza.

Fizemos uma seleção de conteúdo que pode servir como um auxílio para pais, educadores e responsáveis que querem conduzir o desenvolvimento das crianças nesta direção, especialmente no que diz respeito ao contato com o meio ambiente.

Reproduzimos abaixo dicas extraídas do site Criança e Consumo e do site Menos 1 Lixo. Em seguida, apresentamos uma série de recursos com tarefas, brincadeiras, cartilhas, vídeos, filmes, músicas e dicas práticas. Confira, compartilhe e tente colocar em prática com a criançada durante a Semana da Criança e depois também.

1.
Se for comprar um presente, escolha de forma consciente

Não há nada de errado em presentear a criança em ocasiões especiais, caso essa seja uma escolha consciente dos adultos. Mas é bom lembrar que, em datas comemorativas, muitas empresas anunciantes investem intensamente em formas de despertar desejo e fazer a criança acreditar que a única forma de comemorar é ganhando um brinquedo novo. O aumento do volume de publicidade infantil impulsiona ainda mais os pedidos insistentes das crianças e pode levar ao consumo irrefletido. Por isso, independentemente de optar pela compra, aproveite o Dia das Crianças para conversar com os pequenos sobre consumismo e o real valor de um presente.

2.
Brinquedos eternos

Se você optar por presentear com um brinquedo, é legal investir nos de madeira ou de pano feitos por um ou uma artesã (o) da sua cidade. Já dá pra conversar também sobre senso de comunidade, valorização de quem faz e durabilidade. É um brinquedo que pode durar gerações! 🙂

3.
Experiências

E se o presente for um dia inteiro de pinturas e processos lúdicos? Pensa por aí em uma programação que envolve se sujar de tinta, fazer uma casinha de boneca de caixas de papelão, dobraduras de jornal… Não faltam tutoriais legais na internet e, claro, coloca a criatividade pra funcionar!

4.
Tente reduzir o consumo de plástico

Aproveite essa oportunidade de consumir de forma consciente para também contribuir para o planeta e para a saúde das crianças. A pesquisa Infância Plastificada mostra que 90% dos brinquedos do mundo são feitos de materiais plásticos e que, em excesso, podem causar problemas de saúde nas crianças. Além disso, o lixo plástico é o principal causador de contaminação dos oceanos. Portanto, pode ser um bom momento para buscar presentes mais sustentáveis, como brinquedos feitos localmente por artesãos, e evitar as inúmeras embalagens que vêm nos presentes. Veja aqui algumas brincadeiras para reduzir o consumo de plásticos e também esta gincana de Caça aos Plásticos para fazer em casa com as crianças.

5.
Encontre natureza dentro de casa!

O momento de pandemia pode estar privando muitas crianças de vivências ao ar livre, como parques e praias. Mas sabia que em casa também pode ter natureza? Existem formas de fazer cultivos de “pequenas naturezas” e atividades naturais dentro de casa. O programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, fez um material com sugestões para as famílias para você se inspirar. Nele você encontra dicas de como manter as crianças ativas fisicamente. Para as crianças, isso significa brincar com movimento! Respeitando as orientações de isolamento, devemos procurar todas as alternativas possíveis para mantê-las usando o corpo. Sugestões:

• desafios do tipo “você consegue achar…?” ou “quão alto você consegue pular?”

• brincadeiras como amarelinha e esconde-esconde

• dança e coreografias com as músicas favoritas

• cuidados e brincadeiras com o animal doméstico

• construção de cabanas em qualquer espaço disponível

• contagem de passos ao longo de um dia

• pular corda na sala

Para explorar a natureza próxima, algumas sugestões:

• começar ou incrementar uma coleção de folhas, sementes ou outros objetos naturais disponíveis

• observar aves e insetos pela janela

• explorar vasos e jardineiras

• observar o céu e as nuvens em diferentes momentos do dia

• montar um quadro virtual com imagens da natureza, com todas as cores do arco-íris

• tomar sol e ar fresco sempre que possível

• manter um diário de descobertas com desenhos e registros

6.
Prepare a pipoca e faça uma sessão cinema! 

A plataforma Videocamp preparou a playlist infantil Quem são os heróis das crianças? com 13 episódios da série Mytikah. A dica é assistir à série com os pequenos e depois engatar uma conversa sobre o que mais chamou a atenção deles. Também vale estimulá-los a desenhar e contar a história com suas próprias palavras! Ah, o Videocamp ainda organizou duas playlists especiais com documentários e séries para os adultos refletirem sobre uma infância livre de consumismo: “O que desejamos para nossas crianças?” e “Vamos expandir o brincar?”. E o melhor: todos estão disponíveis on-line e gratuitamente! Não dá para perder, hein!

7.
Cuidado redobrado com o YouTube!

A internet está cada vez mais na vida de todos nós, inclusive das crianças. Neste momento de pandemia, especialmente, muitas atividades essenciais para o desenvolvimento delas podem ser facilitadas por plataformas digitais – é o caso dos estudos e da comunicação com colegas e familiares, por exemplo.  Mas isso não significa que todos os espaços da internet estejam preparados para receber crianças e respeitar todos os seus direitos. O YouTube, por exemplo, apesar de muito popular entre o público infantil, conta com diversos anúncios publicitários – um dos motivos pelos quais é um site desenhado apenas para maiores de 13 anos.  Além desses anúncios próprios da plataforma, algumas empresas se aproveitam da popularidade do YouTube para direcionar publicidade velada para as crianças, nos conteúdos por elas assistidos, a exemplo dos já famosos vídeos unboxing. Identificar esse tipo de publicidade infantil pode ser difícil até mesmo para os adultos, mas o portal Lunetas tem uma lista de canais no YouTube livre de publicidade direcionada a crianças. Vale a pena conferir!

RECURSOS

Cartilha Fepas (Crianças de 7 a 12 anos)

Material com objetivo de aprofundar a compreensão e mobilizar a igreja para se engajar na missão socioambiental. A cartilha é dividida em 8 encontros, cada um com material de apoio para sua realização. Este projeto é fruto de uma caminhada em parceria entre a FEPAS/Interact e A Rocha Brasil. Clique aqui para baixar gratuitamente.

Cartilha Centro Gênesis

A cartilha “Aprendendo a Cuidar do Planeta na Igreja” é uma contribuição do Centro de Educação Ambiental Gênesis para a construção de sociedades sustentáveis, tendo as crianças como participantes. São 13 estudos com roteiro para um melhor aproveitamento. A partir de 10 exemplares oferecemos uma capacitação gratuita. Para mais informações, envie uma mensagem para: [email protected]

>> Cartões de Oração infantil

>>> Guia de celebração Tempo da Criação para Crianças

Brincadeira e Atividades

Músicas infantis sobre meio ambiente

O lixo é o meu tesouro – Jacarelvis

Nem tudo que sobra é lixo – Mundo Bita

Natureza sempre se transforma – Mundo Bita

A flora – Mundo Bita

Esplêndida fauna – Mundo Bita

Amazônia – Palavra Cantada

Sementinha voou – Palavra Cantada

Bicho Folha e Bicho Pau – Palavra Cantada

Naturágua – Palavra Cantada

Para germinar – Palavra Cantada

Pomar – Palavra Cantada

Canção Meio Ambiente – Canal da Charlotte

Natureza – Na Moral Kids

Que Tal? – Grandes Pequeninos

Utopia do Tietê – ZiS

Sites e blogs recomendados

>>> Lunetas

>>> Criança e Natureza

>>> Criança e Consumo

>>> Instituto Alana

Comments

comments

Junte-se à campanha

Por favor, acrescente seu nome para receber atualizações por e-mail e fazer parte da campanha!