A quarentena é um castigo?

#EXPERIÊNCIASDEJARDIM

Por Antonia Leonora van der Meer

Posso gozar a vida na quarentena?

A quarentena é um castigo?

Muitas vezes parece que é, mas

Consegui muito mais tempo para me alegrar na natureza

Cuidar das plantinhas, alegrar-me com as flores

Tão variadas em forma, em cor, em textura

Todas delicadas, florescendo para alegrar

Aos que as observam, sejam pessoas, seja o Criador

Alegrar-me com o canto dos pássaros

Também tão variados em cores, em tamanho, em seu canto

Lindos e ágeis, uma delícia para os olhos

Que vontade de voar como eles!

Sem preocupação com o coronavírus…

Alegrar-me com as árvores

Algumas dão frutas, outras flores, outras sua sombra fresca

Como gosto de caminhar no meu jardim

E encontrar os cachorros sempre entusiasmados

Com minha presença, comida, carinho.

Andando um pouco mais, não muito, porque não pode

Aí posso ver os morros verdes

Uns mais pertos, depois outros, e mais outros bem distantes

Quantas tonalidades de verde!

Quem fez tantas coisas lindas, vivas, em constante mutação

Foi meu Senhor, a quem amo.

Que possamos cuidar bem desse mundo belo!


O que são Experiências de Jardim?

Experiências de Jardim é um selo de iniciativa da Editora Ultimato, em parceria com o movimento Renovar Nosso Mundo. Podem ser textos ou imagens que nascem a partir da observação e da contemplação da criação de Deus, quando nossos olhos e ouvidos se deparam com os “ecos de Deus”, conforme lemos nos últimos versículos do capítulo 26 do livro de Jó:

“Com seu sopro [Deus] deu beleza aos céus [..] Essas são apenas bordas do seu caminho, e dele só percebemos um frágil eco. Quem poderia compreender o estrondo do seu poder?” (Bíblia Pastoral, Paulus).

O selo “Experiências de Jardim” quer dar destaque àqueles momentos em que somos tomados por deslumbramento diante da criação e por um enorme sentimento de gratidão e louvor a Deus. Davi, autor do Salmo 19 escreve impactado por suas próprias “experiências de jardim” e convida seus leitores para que não permaneçam alheios ao espetáculo do Artista-Mor: em todos os lugares o amanhecer e o anoitecer se revezam chamando “Venham e adorem”.

Foto do topo de luis desiro no Unsplash

Comments

comments

Junte-se à campanha

Por favor, acrescente seu nome para receber atualizações por e-mail e fazer parte da campanha!